Não deixe o Carnaval acabar com você

Beber água, consumir frutas e maneirar no consumo de álcool são dicas importantes para não deixar a resistência cair no meio da folia

Quando chegamos na metade de um feriado longo como o Carnaval, é muito comum que, por conta de alguns descuidos e abusos, nossa resistência física caia e abra caminho para uma série de doenças oportunistas que podem acabar com a nossa festa.

Para evitar que isso aconteça, o Dr. Rafael Munerato, diretor médico do Delboni deu algumas dicas simples e que podem fazer toda a diferença!

 

Beba Água

A dica mais importante é reforçar a hidratação. “Estar bem hidratado melhora a sensação de bem estar em uma série de situações, principalmente neste período em que as pessoas tendem a se movimentar muito e a se privar do sono”, afirmou o médico.

Abuse das Frutas

A segunda dica é abusar das frutas que, além de serem uma segunda fonte de água, ajudam a dar energia sem pesar no estômago, o que é perfeito para essa época do ano em que as pessoas precisam se alimentar bem, mas não querem aquela moleza que costuma bater depois de uma refeição pesada.

Cuidado com o Álcool

O médico ainda ressalta a importância de se tomar cuidado com a ingestão do álcool, principalmente se o folião tem algum problema cardíaco diagnosticado. Abusos desse tipo no feriado aumentam muito a ocorrência de crises cardíacas, em especial, arritmias, portanto, beba com moderação.

Agora é só seguir as dicas e aproveitar muito o resto do Carnaval!

 

Unidades na Avenida Brasil oferecem os melhores serviços Delboni

Teste genômico, vacinas e Medicina Fetal são os destaques

BlogDB02 (7)

A Avenida Brasil do Rio de Janeiro pode ser mais famosa, mas a Avenida Brasil de São Paulo tem o diferencial de trazer duas unidades do Delboni Auriemo – uma está no número 721 e a outra no 762. Juntas, elas oferecem os melhores serviços da rede, desde análises clínicas a ultrassonografias, tomografias e densitometria óssea. Leia Mais

Dicas para reduzir o stress no trânsito

É possível passar menos nervoso dentro do carro

BlogDB01 (7)

O trânsito caótico é um problema que assola diversas cidades brasileiras e, dependendo do dia, fica realmente difícil manter a calma. O stress se eleva e o nervosismo sobra para todos os lados. Quem encara o trânsito vez ou outra, como para chegar ao litoral no feriado, não chega a sofrer tanto as consequências. O perigo está em quem enfrenta engarrafamentos a semana inteira, seja ao volante, seja sentado no ônibus. Leia Mais

Sucos que matam a fome ajudam a dieta no verão

Aposte em misturas poderosas que diminuem a gula do calor

BlogDB02 (6)

Fato: também não é fácil manter a dieta em dia durante o verão. Basta sair naquele sol forte que bate uma vontade de tomar sorvete, pedir um milkshake, marcar aquela cervejinha com os amigos. Na praia o problema não é tão diferente: as porções nos quiosques são tentadoras, tanto pelo aroma quanto pela praticidade. O ponteiro da balança reclama rapidinho. Leia Mais

Fim do horário de verão também pode causar confusão no organismo

Sonolência, alterações de humor, falta de fome e déficit de atenção voltam a aparecer nesta época

BlogSp

Quando o horário de verão começa, muitas pessoas demoram alguns dias para se adaptar. O sono parece não se ajeitar, a fome não aparece na hora certa, fica difícil se concentrar e a irritação fica à flor da pele. Mas muito se engana quem pensa que o fim do horário de verão é tranquilo. Leia Mais

Bebês aprendem cantigas de ninar ainda no útero

Segundo estudo, tocar músicas durante a gravidez ajuda o feto a desenvolver a audição

BlogDB01 (6)

A ciência já havia sugerido que conversar com o bebê que ainda está na barriga da mãe e colocar músicas calmas no ambiente ajudam o feto a se desenvolver melhor, mas recentemente outra descoberta reforçou os benefícios do som para a criança – ela ajuda a desenvolver a sua audição e seu aprendizado. Leia Mais

Compreensão do metabolismo pode auxiliar na perda de peso

Avanços científicos influenciam novas estratégicas para acelerar a queima calórica de cada indivíduo


Ingerir poucos alimentos. Focar nos pouco calóricos. Subir na balança ao final de semana, e constatar que o ponteiro nem sequer mexeu.

Se você já passou por essa frustração, saiba que a ciência está a seu favor: novos estudos provam que é possível, sim, manipular nosso organismo de forma a interferir em seu funcionamento e aumentar o gasto calórico diário. Leia Mais

Alimento da estação: damasco

Fibras, vitaminas, minerais e muito sabor fazem da fruta uma aliada da dieta

BlogDB02 (5)

Parente do pêssego, o damasco segue o seu “primo” e passa a ser visto com mais frequência durante as festas de fim de ano. Mas esta fruta pequena e um pouco azedinha costuma fazer sucesso muito além da ceia: ela é a queridinha das pessoas que estão controlando o açúcar da dieta. Leia Mais

Atenção no verão: inchaço nas pernas também pode ser coisa séria

É comum as pernas incharem com o calor, mas isto pode ser sintoma de alguma doença

BlogDB01 (5)

É só a temperatura subir que os sapatos parecem mais apertados e as pernas ficam mais pesadas. É normal: como o verão nos faz consumir líquidos em excesso, às vezes o rim não dá conta de eliminar tudo rapidamente. Além disto, o calor faz com que as artérias que levam o sangue para os membros inferiores fiquem mais cheias de sangue e, para piorar, as pessoas ficam mais indispostas nesta época e se movimentam menos. Leia Mais

Alimento da estação: frutas secas

Aposte na variedade para ter inúmeros benefícios para a saúde!

Ainda que em dezembro o consumo fique bem alto – afinal, fica difícil imaginar uma ceia de Natal sem nozes, castanhas, amêndoas, damascos, tâmaras e todas as outras do tipo –, é bom saber que é possível comprar e comer frutas secas o ano todo, não é mesmo? Pois pode encher o prato: além de deliciosas, elas fazem muito bem à saúde.

As frutas desidratadas se dividem em dois tipos: frutos secos oleaginosos e as frutas secas de fato. A primeira classificação são as sementes, como avelãs e castanhas-do-pará, enquanto as frutas secas compreendem as uvas passas, damascos e figos, entre outros. Os dois grupos são repletos de nutrientes e eles podem servir como alternativa para quem quer controlar a alimentação sem abrir mão da saúde.

O ideal é misturar todas, pois cada uma traz um benefício diferente. O damasco, por exemplo, é rico em vitamina A e ferro, a ameixa seca é rica em fibras e a banana passa possui vitaminas A e do Complexo B, além de magnésio, potássio, fósforo e zinco. Já a tâmara possui muito ferro e potássio, sendo indicada para anêmicos e hipertensos.
As frutas oleaginosas, por sua vez, são importantes por causa da presença da vitamina E e dos ácidos graxos ômega-3, as gorduras monoinsaturadas. Estas são consideradas “gorduras boas”, pois auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares.

Para cuidar do coração, aliás, invista especialmente nas nozes – além do ômega-3, elas também possuem grandes quantidades de ácido alfa-linoléico, que pode diminuir arritmias cardíacas, e são tão eficazes quanto o azeite na redução da inflamação e oxidação das artérias após uma refeição gordurosa.

A castanha de caju, por sua vez, é boa fonte de fósforo, ferro, sódio, potássio, proteínas e inúmeros tipos de aminoácidos, inclusive o argimino, que se converte em óxido nítrico, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, auxiliando no controle da hipertensão.

Outra ótima dica é a castanha-do-pará: sua maior vantagem é garantir altas doses de selênio, substância que age no funcionamento cerebral e atua como antioxidante. Os homens têm motivo em dobro para consumi-la: este mineral pode proteger contra câncer de próstata e outras doenças. Já para as mulheres, a dica é comer amêndoas: elas têm mais cálcio do que qualquer outra fruta seca, o que faz dela um bom alimento para combater a osteoporose.

Só é importante lembrar as frutas secas, assim como qualquer alimento do mundo, podem fazer mal se forem consumidas em excesso. Como possuem gorduras (ainda que saudáveis) e proteínas, elas podem criar o efeito contrário e elevar o ponteiro da balança.