7 alimentos superpoderosos para a saúde (parte 1)

O nutrólogo Dr. Roberto Navarro explica os segredos por trás do consumo regular da soja, do “suco verde” e do molho de tomate.

delboni_blog

Como consequência do próprio metabolismo, o corpo humano produz alguns “lixos”, como a homociesteína, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares e de demência. A sorte, como explica o clínico geral e nutrólogo Dr. Roberto Navarro, é que uma dieta rica em ácido fólico ajuda a controlar os efeitos desse aminoácido.

Da mesma forma que o ácido fólico é encontrado na soja, outras substâncias aliadas da saúde – seja na prevenção de doenças crônicas, seja no auxílio ao tratamento medicamentoso – também se põem à mesa.

Nas próximas semanas, você conhecerá sete alimentos capazes de trazer incríveis benefícios para o seu corpo. Confira os primeiros três da lista:

1

Aqui está o segredo de um bom suco verde: os vegetais-escuros têm nutrientes, como os compostos sulfidrílicos, que auxiliam na detoxicação hepática – ou seja, ajudam a proteger o fígado das toxinas que circulam no sangue. Além disso, alimentos como brócolis, a couve e o espinafre têm pouquíssimas calorias e são fontes de ferro e fibras. O Dr. Roberto Navarro lembra, ainda, que essas folhas de cor tão chamativa “contêm ácido fólico e luteína, um antioxidante que protege os olhos e diminui o risco de degeneração da mácula [área ocular propensa, em idade avançada, a ser afetada”.

2

O licopeno presente no tomate – e também no morango e na melancia – tem ação antioxidante, que ajuda a diminuir a produção de radicais livres. Por conta dessa substância, o também nutrólogo Dr. Fernando Bahdur Chueire afirma: “O tomate é recomendado na prevenção, mas quando se fala em alguns tipos de câncer, como o de próstata, o alimento deve ser consumido diariamente, inclusive como aliado no tratamento”. Durante o preparo, é fundamental cozinhar o tomate e adicionar uma gordura monoinsaturada, como azeite. “O licopeno é extraído do tomate e fica retido no óleo. Por isso, os molhos, em especial os caseiros, concentram mais licopeno que a fruta em si”, conclui o Dr. Roberto Navarro.

3

Um aclamado alimento funcional (aquele que traz benefícios à saúde quando consumido com frequência), a soja é uma leguminosa que está por toda parte: em grãos, na forma de leite, queijo, extratos, hambúrgueres – mas quanto a isso, o Dr. Fernando Chueri é categórico: “Atenção à ficha nutricional dos derivados industrializados. É preciso saber quanto de soja há realmente no produto. O melhor mesmo é consumir o grão, cerca de 25 gramas por dia”. A diminuição do risco de doenças cardiovasculares é o principal beneficio de uma dieta rica em soja. Mas a colina, vitamina presente no ingrediente, também atua na memória e cognição, ajudando a preservar as funções cerebrais.

Não perca na próxima semana a continuação desse especial sobre saúde e alimentação.

 

Tags:, , , , , , , ,