Atenção no verão: inchaço nas pernas também pode ser coisa séria

É comum as pernas incharem com o calor, mas isto pode ser sintoma de alguma doença

BlogDB01 (5)

É só a temperatura subir que os sapatos parecem mais apertados e as pernas ficam mais pesadas. É normal: como o verão nos faz consumir líquidos em excesso, às vezes o rim não dá conta de eliminar tudo rapidamente. Além disto, o calor faz com que as artérias que levam o sangue para os membros inferiores fiquem mais cheias de sangue e, para piorar, as pessoas ficam mais indispostas nesta época e se movimentam menos.

No entanto, nem toda perna incha por causa do calor e é por isto que esta época do ano é perigosa – muitos problemas sérios podem passar batido, já que todo mundo pensa que é um mero inchaço por causa do clima.

Existem três tipos de inchaço (edema): comum, linfedema e mixedema. Eles são caracterizados de acordo com a substância que se acumula no local. O primeiro tipo ocorre pelo acúmulo de água e sal, enquanto o excesso de linfa provoca o linfedema, e as proteínas causam o mixedema.

Então, além do calor, o que mais pode ser este inchaço?

– Varizes: varizes são aquelas veias que se dilatam e deixam de ser retas, ficando tortas, saltadas e escuras na pele. Elas não permitem que o sangue retorne da perna e pessoa passa a acumular líquidos na área.

– Viagens longas: a pessoa que viaja tanto de carro, ônibus ou avião normalmente fica com as pernas paradas durante muito tempo. O sangue desce com facilidade até o pé, mas, para voltar, é preciso que a perna se movimente – mais precisamente o músculo da panturrilha, que age como o “coração da perna” e ajuda a bombear o sangue para cima. Se o sangue não consegue subir e fica parado, acaba coagulando. Existe o risco do coágulo se soltar e fazer o caminho até o pulmão, podendo causar problema respiratório grave e até a morte.

– Trombose: se o inchaço apareceu rápido e veio acompanhado de dor, pode ter aparecido uma trombose nas pernas. O ideal é ir para o pronto-socorro fazer um exame, pois pode ser que seja um coágulo.

– Doenças cardíacas: se o coração não está conseguindo bombear o sangue de maneira adequada, ele vai se acumular nos membros inferiores (é uma questão gravitacional). Neste caso, o inchaço normalmente é simétrico (nas duas pernas, tornozelos e às vezes até coxas).

– Mau funcionamento da tireoide: quando a tireoide funciona lentamente, surgem sintomas de hipotireoidismo e um deles é o inchaço no corpo todo. Mas, a princípio, o sintoma é mais visível nas pernas. Este inchaço é diferente, porque a pele não fica marcada se pressionada com os dedos ou com o elástico da meia – a perna fica dura.

– Uso de anticoncepcional: pílulas contraceptivas à base de estrógeno podem causar um pouco de inchaço generalizado, ainda não seja muito grande. Por causa do efeito da gravidade, é mais visível nas pernas.

Tags: