Arquivo para categoria: Sou saúde

Um Delboni melhor a cada dia

Com novo corpo clínico, modernização do parque tecnológico e das unidades de atendimento, o laboratório investe em benefícios para atender bem.

delboni_blog

Os clientes que passam pelos laboratórios Delboni têm encontrado diversas melhorias em suas mais de 30 unidades espalhadas pela Grande São Paulo e região metropolitana. Além de um novo corpo clínico e investimento em modernização do parque tecnológico, a marca tem foco na reforma e inovação das unidades.

“Atualizamos os equipamentos das unidades e apostamos em especialidades como ressonância magnética, tomografia, mamografia digital e medicina nuclear. São mais de cem novos equipamentos de diagnóstico por imagem, o que nos garante a posição de laboratório mais atualizado de São Paulo”, comenta Silvia Tissi, gerente de atendimento.

Os recém-adquiridos equipamentos de última geração, os novos médicos do renomado corpo clínico no Brasil e no exterior, somados às megaunidades, em que é possível realizar exames laboratoriais e de imagem, garantindo economia de tempo, completam o ciclo de mudanças para o seu bem-estar.

O Delboni conquistou certificações internacionais que apenas 1% dos laboratórios possuem. Isto garante mais precisão no diagnóstico final. “Além disso, os colaboradores passam por um programa de excelência, que padroniza todos os detalhes do atendimento”, completa Ricardo Padilha, também gerente de atendimento.

 delboni_retrofit

MAIS BENEFÍCIOS

Para Flávia Pascoal Cintra, nossa gerente de marcas, as recentes mudanças reforçam os valores que se deseja refletir na marca. “Tranquilidade é a palavra-chave do Delboni. Queremos oferecer cada vez mais conforto e bem-estar a todos os clientes. Por isso, além de investir na modernização dos equipamentos, remodelamos o layout e o fluxo das unidades, visando mais conforto e agilidade no atendimento.”

Atendimento diferenciado, ambiente agradável, competência, conveniência e a confiança nos profissionais e nos resultados são os atributos que reforçam os pilares do Delboni.

Dicas para reduzir o stress no trânsito

É possível passar menos nervoso dentro do carro

BlogDB01 (7)

O trânsito caótico é um problema que assola diversas cidades brasileiras e, dependendo do dia, fica realmente difícil manter a calma. O stress se eleva e o nervosismo sobra para todos os lados. Quem encara o trânsito vez ou outra, como para chegar ao litoral no feriado, não chega a sofrer tanto as consequências. O perigo está em quem enfrenta engarrafamentos a semana inteira, seja ao volante, seja sentado no ônibus. Leia Mais

Sucos que matam a fome ajudam a dieta no verão

Aposte em misturas poderosas que diminuem a gula do calor

BlogDB02 (6)

Fato: também não é fácil manter a dieta em dia durante o verão. Basta sair naquele sol forte que bate uma vontade de tomar sorvete, pedir um milkshake, marcar aquela cervejinha com os amigos. Na praia o problema não é tão diferente: as porções nos quiosques são tentadoras, tanto pelo aroma quanto pela praticidade. O ponteiro da balança reclama rapidinho. Leia Mais

Fim do horário de verão também pode causar confusão no organismo

Sonolência, alterações de humor, falta de fome e déficit de atenção voltam a aparecer nesta época

BlogSp

Quando o horário de verão começa, muitas pessoas demoram alguns dias para se adaptar. O sono parece não se ajeitar, a fome não aparece na hora certa, fica difícil se concentrar e a irritação fica à flor da pele. Mas muito se engana quem pensa que o fim do horário de verão é tranquilo. Leia Mais

Compreensão do metabolismo pode auxiliar na perda de peso

Avanços científicos influenciam novas estratégicas para acelerar a queima calórica de cada indivíduo


Ingerir poucos alimentos. Focar nos pouco calóricos. Subir na balança ao final de semana, e constatar que o ponteiro nem sequer mexeu.

Se você já passou por essa frustração, saiba que a ciência está a seu favor: novos estudos provam que é possível, sim, manipular nosso organismo de forma a interferir em seu funcionamento e aumentar o gasto calórico diário. Leia Mais

Alimento da estação: damasco

Fibras, vitaminas, minerais e muito sabor fazem da fruta uma aliada da dieta

BlogDB02 (5)

Parente do pêssego, o damasco segue o seu “primo” e passa a ser visto com mais frequência durante as festas de fim de ano. Mas esta fruta pequena e um pouco azedinha costuma fazer sucesso muito além da ceia: ela é a queridinha das pessoas que estão controlando o açúcar da dieta. Leia Mais

Alimento da estação: frutas secas

Aposte na variedade para ter inúmeros benefícios para a saúde!

Ainda que em dezembro o consumo fique bem alto – afinal, fica difícil imaginar uma ceia de Natal sem nozes, castanhas, amêndoas, damascos, tâmaras e todas as outras do tipo –, é bom saber que é possível comprar e comer frutas secas o ano todo, não é mesmo? Pois pode encher o prato: além de deliciosas, elas fazem muito bem à saúde.

As frutas desidratadas se dividem em dois tipos: frutos secos oleaginosos e as frutas secas de fato. A primeira classificação são as sementes, como avelãs e castanhas-do-pará, enquanto as frutas secas compreendem as uvas passas, damascos e figos, entre outros. Os dois grupos são repletos de nutrientes e eles podem servir como alternativa para quem quer controlar a alimentação sem abrir mão da saúde.

O ideal é misturar todas, pois cada uma traz um benefício diferente. O damasco, por exemplo, é rico em vitamina A e ferro, a ameixa seca é rica em fibras e a banana passa possui vitaminas A e do Complexo B, além de magnésio, potássio, fósforo e zinco. Já a tâmara possui muito ferro e potássio, sendo indicada para anêmicos e hipertensos.
As frutas oleaginosas, por sua vez, são importantes por causa da presença da vitamina E e dos ácidos graxos ômega-3, as gorduras monoinsaturadas. Estas são consideradas “gorduras boas”, pois auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares.

Para cuidar do coração, aliás, invista especialmente nas nozes – além do ômega-3, elas também possuem grandes quantidades de ácido alfa-linoléico, que pode diminuir arritmias cardíacas, e são tão eficazes quanto o azeite na redução da inflamação e oxidação das artérias após uma refeição gordurosa.

A castanha de caju, por sua vez, é boa fonte de fósforo, ferro, sódio, potássio, proteínas e inúmeros tipos de aminoácidos, inclusive o argimino, que se converte em óxido nítrico, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, auxiliando no controle da hipertensão.

Outra ótima dica é a castanha-do-pará: sua maior vantagem é garantir altas doses de selênio, substância que age no funcionamento cerebral e atua como antioxidante. Os homens têm motivo em dobro para consumi-la: este mineral pode proteger contra câncer de próstata e outras doenças. Já para as mulheres, a dica é comer amêndoas: elas têm mais cálcio do que qualquer outra fruta seca, o que faz dela um bom alimento para combater a osteoporose.

Só é importante lembrar as frutas secas, assim como qualquer alimento do mundo, podem fazer mal se forem consumidas em excesso. Como possuem gorduras (ainda que saudáveis) e proteínas, elas podem criar o efeito contrário e elevar o ponteiro da balança.

Dia Nacional da Mamografia é mais um alerta para a prevenção do câncer de mama

Exame é a melhor forma de detectar a doença ainda no começo

blogOutros

O Dia Nacional da Mamografia é comemorado desde 2008 no dia 5 de fevereiro, isto graças a um projeto de lei aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. A data foi escolhida a dedo: é o dia em que os católicos festejam Santa Ágata, protetora contra as doenças mamárias e padroeira dos mastologistas. E, considerando que apenas um dia antes é comemorado o Dia Mundial do Câncer, esta é a melhor hora para divulgar a importância de marcar os exames para prevenir ou detectar a doença precocemente. Leia Mais

Chia – tudo sobre a semente que auxilia no emagrecimento

Além do efeito seca-barriga, a chia faz uma verdadeira limpeza no organismo

BlogDB03

A chia ganhou espaço nas dietas brasileiras há pouco tempo, mas sua história é muito mais antiga – a planta é cultivada desde 2600 a.C e desde aquela época o grão de chia era consumido por maias e astecas com a intenção de aumentar a resistência física. Leia Mais

Gestantes que fazem exercícios físicos estimulam o cérebro do bebê

Vinte minutos de exercícios físicos, três vezes por semana, já são suficientes

BlogDB02

Ninguém recomenda a malhação pesada para uma mulher que está grávida, mas exercícios leves fazem bem sim – tanto para a mãe quanto para o bebê. Além de manter a saúde em dia e evitar engordar demais nesta fase, a gestante que pratica alguma atividade física está ajudando a desenvolver o cérebro do bebê ainda no útero. Leia Mais