Cuide da saúde dos seus rins com hábitos simples

Rins saudáveis evitam problemas graves no futuro

delboni-rins-corte

Com 150 gramas e apenas 12 centímetros de altura, quase não dá para acreditar que os rins são órgãos tão vitais quanto o coração e os pulmões. Eles controlam a quantidade de água e sal no corpo, eliminam resíduos e toxinas, ajudam no controle da hipertensão, produzem hormônios que impedem a anemia e a descalcificação óssea, conservam as concentrações contínuas de ácido, evitam a anemia e aumentam a produção de vitamina D.

O problema é que não é fácil descobrir que os rins não estão funcionando bem. Os males renais são silenciosos e só apresentam sintomas quando o estágio está avançado. Quando o indivíduo começa a sentir os primeiros sinais reais, como dificuldade para urinar, inchaço nas pernas e dor lombar, já pode ser tarde demais.

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), estima-se que mais de 10 milhões de brasileiros tenham algum grau de disfunção renal, sendo que um simples exame de urina, feito ao menos uma vez por ano, já ajuda a prevenir a incidência de doenças como nefrite, infecção urinária, obstrução urinária, insuficiência renal aguda, insuficiência renal crônica, tumores renais, doenças multissistêmicas, doenças congênitas e hereditárias e nefropatias tóxicas.

E, em casa, é importante prestar atenção na cor e no cheiro da urina – se estiver amarela escura e com odor forte, pode ser o primeiro sinal de alerta para possíveis problemas. Outros sintomas iniciais incluem cansaço sem motivo aparente, insônia, inchaço nos pés e tornozelos, inchaço nos olhos, nictúria (vontade de ir ao banheiro durante a noite) e mau hálito.

Além dos exames frequentes, hábitos de vida saudáveis podem evitar complicações:

– Vigie a balança: os rins têm uma programação certa para o peso e altura ideais para a pessoa. Se o corpo está muito acima ou muito abaixo desta média, os rins têm dificuldade de trabalhar corretamente.

– Cuidado com a diabetes e a pressão alta: além da aterosclerose, que pode formar placas de gordura na artéria renal, há uma sobrecarga do trabalho de filtração.

– Equilibre a dieta: cortar o excesso de gordura, sódio e açúcar é fundamental. Ingerir alimentos ricos em vitaminas e fibras colabora para a manutenção adequada das funções renais.

– Hidrate-se: vale a recomendação de pelo menos 2 litros de água por dia. Outras bebidas como refrigerantes, sucos artificiais e álcool não estão inclusas na conta. Tomar muita água é fundamental para um rim saudável.

– Pare com o cigarro: por conta de suas substâncias tóxicas, o cigarro desencadeia uma série de inflamações que prejudicam o órgão e facilitam o surgimento de tumores.

– Atenção para o uso de analgésicos: ainda que aliviem dores musculares e dores de cabeça, os remédios tomados como automedicação podem prejudicar o funcionamento dos rins, se tomados em excesso.

Tags:, , , , ,