Fim do horário de verão também pode causar confusão no organismo

Sonolência, alterações de humor, falta de fome e déficit de atenção voltam a aparecer nesta época

BlogSp

Quando o horário de verão começa, muitas pessoas demoram alguns dias para se adaptar. O sono parece não se ajeitar, a fome não aparece na hora certa, fica difícil se concentrar e a irritação fica à flor da pele. Mas muito se engana quem pensa que o fim do horário de verão é tranquilo.

Ainda que, racionalmente, seja simples entender que tudo vai voltar como era antes, para o organismo, trata-se de uma nova adaptação. Nestes meses em que o relógio estava uma hora para frente, o corpo passou a aceitar isto como o padrão – e voltar o ponteiro do relógio biológico pode ser tão trabalhoso quanto adiantá-lo.

Em 2014, o horário de verão acaba neste final de semana, do dia 15 para o dia 16 de fevereiro. A mudança vale para todos os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e o relógio deve ser atrasado em uma hora. Se você faz parte do time da difícil adaptação, saiba que existem alguns truques para driblar o problema:

– Evite alimentos estimulantes antes de ir para a cama. O importante é ingerir alimentos calmantes, como um chá de camomila ou leite morno.
– Como o sono vem mais cedo, pratique atividades físicas, ajuste as rotinas de trabalho e a vida social para um pouco mais tarde para, assim, prolongar o horário de dormir.
– Mesmo que você não esteja com fome ou a fome surja antes, o jeito é ignorar a vontade do estômago. Se você está acostumado a almoçar às 13h, continue comendo no mesmo horário.
– Aumente o consumo de líquidos como água, chás e sucos naturais.

Tags:, ,