Fome que aumenta no inverno pode ser driblada

A temperatura cai e o estômago pede mais comida – mas dá para matar a fome com saúde

delboni-fome-corte

Quanto mais frio o dia fica, maior a vontade de comer, certo? E nunca é vontade de um frango grelhado – é vontade de massa, de chocolate, de fondue. Saiba que isto não é um fator psicológico. A tal “fome de inverno” existe e tem explicação científica.

Quando o termômetro começa a baixar, o organismo sente frio e se esforça mais para manter a temperatura corporal dentro dos padrões de normalidade. Para isto, ele precisa gastar mais energia para criar calor. A energia, como muitos sabem, vem dos alimentos que ingerimos – especialmente dos carboidratos.

Mas se a energia é gasta, por que engordamos? Porque a tendência é comer bem mais do que o necessário. Em primeiro lugar, os programas de inverno já tendem a ser mais gastronômicos. Em segundo, a preguiça impera e a academia fica de lado, assim como os pratos de salada, que parecem “gelados” demais. Por último, muitas pessoas associam o frio à sensação de tristeza e desânimo e, em busca de serotonina, acabam descontando na comida.

Ainda assim, dá para passar o inverno comendo bem e sem ver os ponteiros da balança subindo. Confira algumas dicas para driblar a gula:

– Sopas: não tem nada melhor para a época, então troque aquelas feitas com creme de leite por legumes batidos. Para dar uma engrossada, adicione farelo de trigo, pois proporciona uma sensação de saciedade, regula o intestino e controla os níveis de colesterol.
– Chás: esquentam o corpo e não faltam opções para variar o sabor. O melhor de tudo é que alguns deles auxiliam a acelerar o emagrecimento, como chá verde com gengibre, chá de frutas vermelhas, chá de hibisco com limão, chá branco com canela, chá de cavalinha…
– Queijos: prefira os queijos brancos e lights, mas não exagere na quantidade.
– Fondue: prepare com leite desnatado e queijos magros. Que tal trocar o pãozinho por legumes?
– Frutas: frutas assadas ou cozidas são ótimas opções para a sobremesa ou lanche da tarde. Salpicando canela, ainda acelera o metabolismo.
– Troque o verde: no lugar das folhas verdes cruas (e frias demais), aposte nas folhas verdes refogadas, como a couve.
– Massas: as massas com molhos brancos ou muito elaborados se tornam muito calóricas, então, sempre que possível, escolha molho simples de tomate ou bolonhesa.
– Chocolate quente: uma boa sugestão é usar cacau em pó, que traz diversos benefícios à saúde, em vez dos chocolates em pó, que são ricos em gorduras e açúcar. E leite desnatado, claro.

Tags:, , , , ,