Novembro azul: Vamos barrar o preconceito

Se detectado no início, o câncer de próstata tem chances altas de cura

Delboni_0311_3

Depois de o mês de outubro ser marcado pela campanha para prevenção do câncer de mama, o Outubro Rosa, agora é a vez dos homens. Novembro é considerado o mês de prevenção e conscientização sobre o câncer de próstata, movimento conhecido como Novembro Azul.

A próstata é uma glândula que só o homem tem, localizada logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo por onde a urina armazenada na bexiga é eliminada. Ela representa um papel fundamental na fertilidade masculina, podendo produz até 70% do sêmen. Embora a próstata seja formada por vários tipos de células, a maioria dos cânceres de próstata se origina nas glândulas que produzem líquido seminal, chamadas de adenocarcinomas.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens brasileiros e o sexto tipo mais prevalente entre os homens ao redor do mundo, representando quase 10% do total de cânceres. Menos de 10% destes cânceres apresentam componente hereditário.

O diagnóstico pode ser feito principalmente por três exames: o PSA, chamada de antígeno prostático específico, que é o aumento de uma proteína no sangue. Através do exame de toque retal ou pela ultrassonografia da próstata, possibilitando a identificação de nódulos. Porém, a confirmação do diagnóstico se dá, sempre, através da biópsias transretais da próstata.

Os principais fatores de risco são a idade e o histórico familiar sobre a doença. A incidência começa a aparecer a partir dos 45 anos de idade. Estudos em autópsia mostram que um em cada quatro homens que morreram após os 80 anos já tinha câncer de próstata (que não foi a causa da morte).

Faça seus exames preventivos regularmente!

Tags:, , , , ,