Rinite e ar seco: cuidados com esta combinação

Entenda porque a rinite se agrava em épocas de seca e saiba como se prevenir

06corte

Em São Paulo e outras cidades do país, o tempo está cada vez mais seco, o que tende a aumentar significativamente a incidência de doenças que atingem as vias respiratórias.

Dentre os problemas respiratórios mais comuns, está a rinite alérgica, uma doença caracterizada por sintomas como obstrução das vias nasais, espirros, coriza e coceira no nariz.

A rinite é uma reação do organismo a substâncias estranhas como pó, pólen ou pelo de animais que ficam pairando no ar. Ao serem inaladas, essas partículas ativam um mecanismo de defesa no nariz que, para muitas pessoas, acaba sendo forte demais.

Quando o clima está muito seco, há maior acúmulo desses elementos no ar, o que facilita a ocorrência dessas reações. Além disso, o ressecamento das mucosas também tende a contribuir com esse estado.

Se você costuma sofrer com a rinite alérgica e outros problemas respiratórios, confira algumas dicas que podem te ajudar a passar melhor por esses tempos de seca:

 1.     Mantenha os ambientes sempre limpos. Ao contrário do que se pensa, a vassouras e espanadores não ajudam muito nesse processo, pois costumam espalhar ainda mais as partículas de pó pelo ar. Dê preferência a aspiradores de boa qualidade e a panos úmidos na hora da limpeza.

2.     Beba bastante água. Manter-se hidratado é um jeito de deixar as vias respiratórias mais resistentes.

3.     Umidifique os ambientes. Se você não deseja adquirir um umidificador, deixar uma bacia com água ou um pano molhado dentro do quarto são formas de obter um resultado parecido sem tanto investimento.

 4.     Converse com seu médico. Só assim você será capaz de identificar qual agente te causa rinite e a melhor forma de tratá-la.

Tags:, , , , , , , ,