Sono: o que importa é a qualidade

Dicas para quem quer dormir melhor e ter uma vida mais saudável

12_Sono

Apesar da quantidade certa de sono ser fundamental para a saúde do nosso organismo, um aspecto importante muitas vezes negligenciado é a qualidade das horas que passamos dormindo.

Para muitos, acordar de manhã cansado, mesmo depois de 8 ou mais horas de sono, não é algo tão incomum assim. Normalmente, essa sensação é fruto da incapacidade de nos desligarmos do nosso cotidiano e realmente descansarmos enquanto dormirmos.

Diante disso, separamos algumas dicas simples pra quem deseja dormir melhor!

1. Fique longe de eletrônicos
Dar aquela olhadinha nas redes sociais antes de dormir pode ser uma péssima ideia. Da mesma forma como a televisão, a luz emitida por celulares e tablets prejudica a produção de melatonina, hormônio que ajuda a regular o sono. Além disso, se o aparelho for usado para trocar mensagens, o resultado pode ser ainda pior. Uma pesquisa realizada pela Washington and Lee University, nos EUA, constatou que após enviarmos uma mensagem, nosso cérebro fica em alerta aguardando uma resposta, mesmo que estejamos dormindo, o que pode prejudicar muito a qualidade do sono.

2. Cuidado com a alimentação
Antes de dormir, evite bebidas com cafeína e de preferência a alimentos leves e de fácil digestão. Também é importante evitar o consumo de álcool que, apesar de dar uma sensação de sonolência, tende a provocar um sono fragmentado e pouco profundo.

3. Não fique rolando na cama
Se a insônia bater, levante da cama e vá fazer alguma coisa relaxante como ler um livro ou tomar um banho morno. Ficar rolando na cama aumenta a sensação de ansiedade e prejudica a sonolência.

4. Evite levar problemas para o travesseiro
Se você não conseguiu resolver todas as suas pendências antes de ir para a cama, uma boa dica é escrever o que você ainda precisa fazer em um pedaço de papel. Isso ajuda a tirar os problemas da cabeça antes de dormir e proporciona um sono mais tranquilo.

5. Ambientes escuros e silenciosos
Nosso corpo associa luz e barulho ao dia e a necessidade de despertar, enquanto escuro e silêncio são naturalmente vinculados à noite e ao momento de descanso. Por conta disso, a boa qualidade do sono depende do bom preparo do quarto que deve estar escuro e silencioso.

Endometriose: um mal silencioso

Dr. Roberto Basblalg e Dr. Danilo Moulin Sales.

Corte02

Cada vez mais nos deparamos com casais com dificuldade para ter filhos, quando, no tempo de nossos pais e avós, a dificuldade parecia ser justamente a oposta: evitá-los. O que pode ter acontecido? A endometriose pode ser uma das causas.

A endometriose é uma condição que acomete mulheres em idade reprodutiva e que consiste na presença de tecido endometrial que se implanta em locais fora do útero. O endométrio é a camada interna do útero, que se renova mensalmente durante o ciclo menstrual e sofre efeito direto do estímulo hormonal.

Dentre os sintomas mais frequentes estão a dismenorreia, que é a cólica menstrual mais acentuada e, por vezes, incapacitante, presença de dor durante a relação sexual, queixas urinárias e intestinais, relacionadas ao comprometimento da bexiga e do intestino ocasionado pela doença e, em alguns casos, até mesmo infertilidade.

Os sintomas referidos acima devem ser valorizados pela pacientes e relatados ao seu ginecologista. A doença pode afetar o humor, a relação com seus parceiros e o seu rendimento no trabalho. A endometriose tem tratamento e este será mais eficaz se a doença for diagnosticada precocemente.

O diagnóstico definitivo da endometriose é feito por laparoscopia. Porém, a ultrassonografia e a ressonância magnética são métodos não invasivos de grande importância para o diagnóstico e planejamento terapêutico da doença, com amplo acesso à população.

Matéria adaptada da edição #3 da Revista Delboni. Confira a publicação completa: http://bit.ly/1hjPzOA

Dicas para reduzir o stress no trânsito

É possível passar menos nervoso dentro do carro

BlogDB01 (7)

O trânsito caótico é um problema que assola diversas cidades brasileiras e, dependendo do dia, fica realmente difícil manter a calma. O stress se eleva e o nervosismo sobra para todos os lados. Quem encara o trânsito vez ou outra, como para chegar ao litoral no feriado, não chega a sofrer tanto as consequências. O perigo está em quem enfrenta engarrafamentos a semana inteira, seja ao volante, seja sentado no ônibus. Leia Mais

Sucos que matam a fome ajudam a dieta no verão

Aposte em misturas poderosas que diminuem a gula do calor

BlogDB02 (6)

Fato: também não é fácil manter a dieta em dia durante o verão. Basta sair naquele sol forte que bate uma vontade de tomar sorvete, pedir um milkshake, marcar aquela cervejinha com os amigos. Na praia o problema não é tão diferente: as porções nos quiosques são tentadoras, tanto pelo aroma quanto pela praticidade. O ponteiro da balança reclama rapidinho. Leia Mais

Fim do horário de verão também pode causar confusão no organismo

Sonolência, alterações de humor, falta de fome e déficit de atenção voltam a aparecer nesta época

BlogSp

Quando o horário de verão começa, muitas pessoas demoram alguns dias para se adaptar. O sono parece não se ajeitar, a fome não aparece na hora certa, fica difícil se concentrar e a irritação fica à flor da pele. Mas muito se engana quem pensa que o fim do horário de verão é tranquilo. Leia Mais

Bebês aprendem cantigas de ninar ainda no útero

Segundo estudo, tocar músicas durante a gravidez ajuda o feto a desenvolver a audição

BlogDB01 (6)

A ciência já havia sugerido que conversar com o bebê que ainda está na barriga da mãe e colocar músicas calmas no ambiente ajudam o feto a se desenvolver melhor, mas recentemente outra descoberta reforçou os benefícios do som para a criança – ela ajuda a desenvolver a sua audição e seu aprendizado. Leia Mais

Compreensão do metabolismo pode auxiliar na perda de peso

Avanços científicos influenciam novas estratégicas para acelerar a queima calórica de cada indivíduo


Ingerir poucos alimentos. Focar nos pouco calóricos. Subir na balança ao final de semana, e constatar que o ponteiro nem sequer mexeu.

Se você já passou por essa frustração, saiba que a ciência está a seu favor: novos estudos provam que é possível, sim, manipular nosso organismo de forma a interferir em seu funcionamento e aumentar o gasto calórico diário. Leia Mais

Alimento da estação: damasco

Fibras, vitaminas, minerais e muito sabor fazem da fruta uma aliada da dieta

BlogDB02 (5)

Parente do pêssego, o damasco segue o seu “primo” e passa a ser visto com mais frequência durante as festas de fim de ano. Mas esta fruta pequena e um pouco azedinha costuma fazer sucesso muito além da ceia: ela é a queridinha das pessoas que estão controlando o açúcar da dieta. Leia Mais

Alimento da estação: frutas secas

Aposte na variedade para ter inúmeros benefícios para a saúde!

Ainda que em dezembro o consumo fique bem alto – afinal, fica difícil imaginar uma ceia de Natal sem nozes, castanhas, amêndoas, damascos, tâmaras e todas as outras do tipo –, é bom saber que é possível comprar e comer frutas secas o ano todo, não é mesmo? Pois pode encher o prato: além de deliciosas, elas fazem muito bem à saúde.

As frutas desidratadas se dividem em dois tipos: frutos secos oleaginosos e as frutas secas de fato. A primeira classificação são as sementes, como avelãs e castanhas-do-pará, enquanto as frutas secas compreendem as uvas passas, damascos e figos, entre outros. Os dois grupos são repletos de nutrientes e eles podem servir como alternativa para quem quer controlar a alimentação sem abrir mão da saúde.

O ideal é misturar todas, pois cada uma traz um benefício diferente. O damasco, por exemplo, é rico em vitamina A e ferro, a ameixa seca é rica em fibras e a banana passa possui vitaminas A e do Complexo B, além de magnésio, potássio, fósforo e zinco. Já a tâmara possui muito ferro e potássio, sendo indicada para anêmicos e hipertensos.
As frutas oleaginosas, por sua vez, são importantes por causa da presença da vitamina E e dos ácidos graxos ômega-3, as gorduras monoinsaturadas. Estas são consideradas “gorduras boas”, pois auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares.

Para cuidar do coração, aliás, invista especialmente nas nozes – além do ômega-3, elas também possuem grandes quantidades de ácido alfa-linoléico, que pode diminuir arritmias cardíacas, e são tão eficazes quanto o azeite na redução da inflamação e oxidação das artérias após uma refeição gordurosa.

A castanha de caju, por sua vez, é boa fonte de fósforo, ferro, sódio, potássio, proteínas e inúmeros tipos de aminoácidos, inclusive o argimino, que se converte em óxido nítrico, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, auxiliando no controle da hipertensão.

Outra ótima dica é a castanha-do-pará: sua maior vantagem é garantir altas doses de selênio, substância que age no funcionamento cerebral e atua como antioxidante. Os homens têm motivo em dobro para consumi-la: este mineral pode proteger contra câncer de próstata e outras doenças. Já para as mulheres, a dica é comer amêndoas: elas têm mais cálcio do que qualquer outra fruta seca, o que faz dela um bom alimento para combater a osteoporose.

Só é importante lembrar as frutas secas, assim como qualquer alimento do mundo, podem fazer mal se forem consumidas em excesso. Como possuem gorduras (ainda que saudáveis) e proteínas, elas podem criar o efeito contrário e elevar o ponteiro da balança.

Dia Nacional da Mamografia é mais um alerta para a prevenção do câncer de mama

Exame é a melhor forma de detectar a doença ainda no começo

blogOutros

O Dia Nacional da Mamografia é comemorado desde 2008 no dia 5 de fevereiro, isto graças a um projeto de lei aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. A data foi escolhida a dedo: é o dia em que os católicos festejam Santa Ágata, protetora contra as doenças mamárias e padroeira dos mastologistas. E, considerando que apenas um dia antes é comemorado o Dia Mundial do Câncer, esta é a melhor hora para divulgar a importância de marcar os exames para prevenir ou detectar a doença precocemente. Leia Mais