Tonturas, vertigens e enjoos: sintomas de doenças do equilíbrio corporal

Vários órgãos e sistemas estão envolvidos no controle do equilíbrio, fique atento!

delboni-equilibrio-corte

Nas aulas de biologia aprendemos que o responsável pelo equilíbrio do corpo é o labirinto, uma estrutura situada dentro do ouvido que faz parte do sistema vestibular, parte do corpo que cuida da manutenção da estabilidade. Qualquer alteração nele causa tonturas, vertigens e até enjoos. E tudo isto está correto, mas o fato é que o equilíbrio corporal não está inteiramente nas mãos do labirinto, ele depende de mais órgãos e sistemas.

O labirinto interage com outros sistemas do organismo, como o sistema visual (olhos) e sistema musculoesquelético (ossos e articulações). Além disto, as informações provenientes destes sistemas são transmitidas para o cérebro através dos nervos. O cérebro então recebe, interpreta e processa as informações desses sistemas para manter controle do equilíbrio corporal.

Ou seja: problemas envolvendo qualquer um desses sistemas vai afetar o balanceamento do corpo. O que pode ser? Vamos por partes:

Problemas relacionados ao ouvido: labirintite, vertigem posicional paroxística benigna (a mais comum, causada por uma alteração momentânea na posição da cabeça), neuronite vestibular ou neuronite coclear (infecção geralmente viral), trauma (lesão acidental), Doença de Ménière (transtorno de equilíbrio de fluidos de ouvido interno), Fístula Perilinfa (vazamento de fluido), Síndrome de deiscência de canal superior (causado por lacuna no osso temporal) ou Vestibulopatia bilateral (condição rara que compromete a função de ambos os labirintos ou de ambos os nervos vestibulares).

Problemas relacionados ao cérebro: doenças degenerativas, doenças infecciosas (meningite, encefalite, abscesso epidural, sífilis), problemas circulatórios (isquemia cerebral ou cerebelar ou hipoperfusão, acidente vascular cerebral, síndrome medular lateral), doenças autoimunes (como síndrome de Cogan), problemas estruturais (Malformação de Arnold-Chiari, hidrocefalia), doenças sistêmicas (esclerose múltipla, mal de Parkinson) ou neoplasias posteriores (tumores benignos ou malignos).

Outros: além das doenças e condições citadas acima, fatores externos também influenciam a reação de desequilíbrio. É o caso do Mal de Débarquement, doença rara de desequilíbrio causada por estar a bordo de um navio. Pacientes que sofrem desta condição têm experiência enjoo mesmo quando ficam fora do navio. O mesmo vale para quem tem cinetose, um conflito entre a entrada de vários sistemas envolvidos no equilíbrio provoca uma sensação desagradável (olhar pela janela de um carro em movimento é mais agradável do que olhar no interior do veículo). Enxaqueca e o uso de toxinas, drogas ou medicamentos também podem causar tonturas.

Diante de qualquer problema é recomendado realizar exames de audiometria e de equilíbrio corporal (otoneurológico) – e o Delboni Auriemo oferece todas as maneiras de avaliar e auxiliar nos diagnósticos e prognósticos. Outros exames que podem ser solicitados por seu médico incluem estudos radiológicos, a tomografia computadorizada (TC) ou a ressonância magnética (RM) do crânio.

Tags:, , , , ,