Tudo que você precisa saber sobre o vírus Ebola

Estamos presenciando a pior epidemia de Ebola da história. Muito se fala sobre a doença mais pouco se sabe sobre ela.

 

Estamos enfrentando a pior epidemia de Ebola da história, como classificou a Organização Mundial da Saúde (OMS).  Ainda sem a existência de cura ou vacina, a doença é conhecida por ser altamente transmissível e letal. O vírus foi detectado pela primeira vez em 1976, deixando cerca de 430 mortos. Desde então, os principais surtos aconteceram em 1995 com 254 óbitos, 2000 com 224 e em 2007 com 224, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), todos no continente africano.

Considerado por muitos o vírus mais perigoso que a humanidade já conheceu, seu contágio se dá pelo contato com as secreções de um doente, por exemplo: saliva, urina, fezes, vômito, sangue e até mesmo lágrimas. Manipular ou ingerir carne de animais que estejam infectados também pode ser uma forma de transmissão do Ebola. O vírus interfere na capacidade do sistema imunológico de montar sua defesa, debilitando e atingindo órgãos vitais, razão essa pela qual o vírus é tão mortal.

Os principais sintomas são: febredor de cabeça, fraqueza muscular e dor nas articulações. O período entre a infecção e o início dos sintomas varia, podendo ir de 2 a 21 dias. Conforme o agravamento do quadro, outros sintomas como náuseas, vômitos, erupção cutânea, olhos vermelhos,  dor no estômago, insuficiência renal e hepática começam a surgir.

Ainda não existe tratamento específico para a doença e nem cura, porém, existem duas vacinas em desenvolvimento que poderão estar no mercado até o ano que vem segundo informativos da .

As pessoas que são diagnosticadas com Ebola são isoladas imediatamente do público essa ainda é a medida mais assertiva para se evitar um possível surto. Apenas profissionais da saúde com equipamento de proteção completo podem manter contato com o paciente.

Tags:, , ,