A vitamina D está em alta

Além de regular o metabolismo do cálcio e estimular o sistema imune, a vitamina tem ação anticancerígena entre outros benefícios.

Delboni_1301_blog

Ela está envolvida em muitos processos importantes para a manutenção da saúde em todas as idades. E, a cada dia, novas funções são descobertas. Além de ser essencial para a saúde óssea e muscular, ela pode ajudar no fortalecimento do sistema imune, contribui para a manutenção do metabolismo da glicose e atua na prevenção de doenças.

Além de regular o metabolismo do cálcio e estimular o sistema imune, a vitamina D tem ação anticancerígena, ajuda a normalizar os hormônios da tireoide, interfere na fertilidade e aumenta a força muscular e tem também influência na tolerância à glicose. Agindo por meio das ações no intestino, rim, osso e glândulas paratireoides.

A substância é formada na pele pela ação dos raios solares ou obtida através da dieta e de suplementos vitamínicos. São poucos os alimentos que contêm vitamina. Dentre eles a maior concentração é no óleo de fígado de bacalhau e, em quantidades menores em peixes oleosos como salmão, atum e sardinha e outros alimentos como cogumelos, gema de ovo, sucos e cereais enriquecidos artificialmente.

O diagnóstico da deficiência da vitamina D está muito mais frequente em toda a população mundial, e acomete especialmente os idosos, que produzem menos vitamina D ativa quando expostos ao sol.  A deficiência tem sido relacionada ao aumento da incidência de quedas, à diminuição da força muscular e à deterioração do equilíbrio, segundo a Endocrinologista do laboratório Delboni, Dra. Suemi Marui.

A endocrinologista também lembra que a deficiência de vitamina D é um dos principais determinantes da osteoporose senil. “Estudos também têm demonstrado uma relação entre o diabetes e a falta de vitamina D” complementa.

Para evitar a deficiente da vitamina no corpo, a Dra. Indica a inclusão de 5 a 30 minutos de banho de sol na rotina diária, ou no mínimo 3 vezes por semana, prioritariamente até as 10h da manhã e depois das 16h. “Caso haja falta de vitamina D, é necessário, além de banhos de sol, um tratamento com reposição da vitamina por meio de remédios, dieta e atividades físicas”, finaliza.

Tags:, , , , , , ,