Você sabe quais vacinas as crianças devem tomar nos primeiros anos de vida?

Confira nossa tabela cronograma e fique por dentro de tudo que você deve fazer para garantir a saúde do seu filho

Corte06

Os primeiros dois anos de vida das crianças são fundamentais para a sua imunização. No decorrer deles, elas deverão tomar algo em torno de 14 vacinas, todas fundamentais para a manutenção de uma vida saudável.

Na tabela abaixo, você encontra um cronograma de vacinação e, em seguida, uma explicação mais detalhada sobre as principais vacinas.

Para mais informações a respeito de vacinação em todas as idades, acesse o portal Delboni Vacinas: www.delbonivacinas.com.br

BCG – Dose Única – Primeiras 72 horas de vida

Vacina indicada para proteção de formas graves de Tuberculose (Meningite Tuberculosa e Tuberculose Miliar). Ela contém bactérias vivas enfraquecidas e deve ser aplicada no braço direito da criança. Após a aplicação há uma reação no local que cicatriza entre 6 a 10 semanas.

Hepatite B – 3 Doses – Primeiros 6 meses de vida

Vacina indicada para a prevenção da infecção do vírus B da Hepatite. É produzida a partir de técnicas de engenharia genética com a utilização do próprio vírus causador da doença. A vacina é administrada em 3 doses, recebidas da seguinte forma: 1ª dose – primeiras horas após o nascimento; 2ª dose – entre 1 e 2 meses de idade; 3ª dose – aos 6 meses de idade.

Tríplice Bacteriana – 3 Doses – Primeiros 6 meses de vida

A vacina Tríplice Bacteriana (DTP) é indicada para a prevenção da Difteria, do Tétano e da Coqueluche. Existem dois tipos de vacinas: uma chamada de células inteiras, de utilização mais frequente na rede publica de saúde, e outra chamada de acelular (mais purificada), utilizada na rede privada de saúde. A principal diferença entre ambas é que a vacina acelular tem menor probabilidade de causar reações adversas graves quando comparada com a vacina de células inteiras.

Esta vacina está indicada para crianças aos 2, 4 e 6 meses de idade com reforços entre 15 e 18 meses e entre 4 a 6 anos de idade. A partir deste último reforço, estão indicadas novas doses a cada 10 anos, durante toda a vida.

Hemófilos Tipo B – 3 Doses – Primeiros 6 meses de vida

A principal indicação desta vacina é a prevenção da meningite causada pelo Hib. É produzida a partir de bactérias inativadas (mortas) e é indicada para crianças aos 2, 4 e 6 meses de idade. Recomenda-se tomar o reforço quando o bebê estiver entre 15 e 18 meses – a rede pública não oferece esta dose de reforço, apenas as clínicas particulares.

Poliomelite – 3 Doses – Primeiros 6 meses de vida

A vacina indicada para a prevenção da Poliomielite (paralisia infantil) é aplicada de duas formas diferentes: por via oral e injetável. Ambas são indicadas para administração aos 2, 4 e 6 meses de vida, com reforços dos 15 aos 18 meses e entre 4 a 6 anos de idade.

Pneumocócica Conjudada – 3 Doses – Primeiros 6 meses de vida

As vacinas pneumocócicas são indicadas para a prevenção das infecções como pneumonia e meningite. Elas são produzidas a partir de bactérias mortas e diferem quanto ao modo de produção. Na rede privada, costuma-se aplicar a vacina conjugada “13 valente” que possui em sua composição 13 tipos de pneumococos e tem como característica produzir uma proteção de longa duração.

Meningocócicas – 2 Doses – Primeiros 5 meses de vida

As vacinas meningocócicas são indicadas para a prevenção das infecções causadas pelos meningococos (bactérias) – particularmente a meningite meningocócica. No Brasil, existem dois tipos de vacina disponíveis a Meningogócica do Grupo C Conjugada e a Tetravalente Conjugada. Cada uma possui características específicas de composição e aplicação.

Febre Amarela – Dose Única – 9 meses

A vacina que previne a Febre Amarela é produzida a partir dos vírus causadores da doença, mas que são atenuados (enfraquecidos) para que não causem a doença. Ela é indicada a partir dos 9 meses de idade para moradores ou pessoas que visitam áreas de risco. Um reforço deve ser tomado a cada 10 anos.

Tags:, , , , , ,