Você toma seus remédios direito?

Dicas para evitar sustos durante tratamentos com antibióticos.

Corte04

Medicação não é brincadeira, principalmente quando falamos de antibióticos que, apesar de serem essenciais para o tratamento de diversas doenças, são remédios fortes que exigem uma série de cuidados especiais.

Confira abaixo algumas informações que podem te ajudar a levar o tratamento da melhor maneira possível:

Interações medicamentosas
Ao lhe prescrever um antibiótico, é muito importante que o médico esteja a par de todos os remédios que você está ingerindo. Além de evitar uma sobrecarga do fígado, isso previne seu organismo dos efeitos negativos de interações medicamentosas indesejadas, como a queda da eficácia de pílulas anticoncepcionais.

Ingestão de álcool
O fígado é um dos principais responsáveis pelo processamento dos remédios que ingerimos e, quando tomamos bebidas alcóolicas junto com a medicação, ele precisa dividir seus esforços entre metabolizar o remédio e o álcool. Como normalmente ingerimos maiores quantidades de bebida do que de remédio, quem ganha essa batalha é o álcool e a absorção da medicação acaba sendo prejudicada. Por conta disso, não é recomendável beber enquanto se está fazendo um tratamento com antibióticos.

Hora certa
Sabe aquela história de que tomar remédio com estômago vazio faz mal? Então, nem sempre isso é verdade. Alguns antibióticos são melhor absorvidos antes das refeições, outros reagem mal com alimentos específicos, como o leite, e ainda tem alguns que se comportam bem em ambientes mais ácidos. Por isso, é fundamental tomar o antibiótico na hora recomendada pelo seu médico, para que o tratamento tenha eficiência total.

Tomar até o fim
Um dos cuidados mais importantes ao se fazer um tratamento com antibióticos é respeitar rigorosamente o ciclo da medicação. Lá pelo terceiro ou quarto dia, é comum o paciente se sentir melhor e, por isso, abandonar o tratamento. Nesse momento, restaram em seu organismo apenas as bactérias mais fortes que, a médio e longo prazo, podem levar a uma recaída ainda mais intensa da doença.

Tags:, , , , ,